BlackBerry-Priv

Todo mundo sabe que o BlackBerry Priv não foi a salvação da lavoura dos canadenses, e que suas vendas não foram tão bem quanto o esperado. Pelo contrário: as quedas nas vendas foram consideráveis e graduais, algo que coloca o dispositivo e a marca em posição bem complicada.

Some isso ao recente escândalo do fornecimento de uma chave mestre para a polícia canadense entre 2010 e 2012, e temos um quadro nefasto para a BlackBerry. De qualquer forma, a empresa vai seguir tentando, com dois novos smartphones Android de linha média, que chegarão ao mercado ainda em 2016. A prova de que o comprometimento deles com o Android é irrestrito está nos seus esforços para satisfazer o seu consumidor, reduzindo de forma discreta o preço do smartphone para US$ 649, e atualizando de forma até rápida o dispositivo para o Android 6.0 Marshmallow.

O update começa a ser liberado gradualmente a partir do dia 3 de maio. A atualização traz uma série de novidades relevantes para o smartphone, como por exemplo a possibilidade de gravar vídeos em câmera lenta, no formato cinemático a 24 FPS e outras mudanças que afetam também a interface e as opções de personalização.

motorola-moto-maxx

Já a Motorola/Lenovo não passa por metade dos problemas da BlackBerry. É uma empresa que segue expandindo seu portfólio, oferecendo produtos interessantes, inclusive incluindo uma nova linha de produtos, a Vibe. De fato, atualizou para o Android 6.0 Marshmallow boa parte dos dispositivos recentemente lançados. Porém, uma ausência sentida é observada: o Moto Maxx.

O modelo era considerado até o ano passado um dos mais completos do mercado, e na época do seu lançamento, era o dito modelo top de linha da Motorola. Mas está estacionado no Android 5.0.2. Se recebesse o novo software, com certeza aproveitaria muito bem de todos os benefícios implantados pela Google, principalmente do modo Doze, que poderia melhorar a autonomia de bateria do Moto Maxx, que como muitos usuários sabem, foi se degradando com o passar dos meses.

É lamentável ver que a Motorola/Lenovo se valeu da obsolescência programada com o seu modelo mais completo e, por consequência, o mais caro. É lamentável ver que o consumidor vai ficar mesmo com um dispositivo que, de forma oficial, não terá o suporte da empresa, que prometeu uma atualização que até o presente momento não veio. Esperamos um posicionamento oficial do fabricante.

A seguir, o vídeo que mostra as novidades que o BlackBerry Priv vai receber com a atualização para o Android 6.0 Marshmallow. Novidades essas que muito provavelmente o Motorola Moto Maxx não vai receber.