BlackBerry DTEK70

 

A TCL fez algo curioso na CES 2017. Exibiu o BlackBerry DTEK70 Mercury no evento de Las Vegas, mas só vai apresentar oficialmente o modelo na MWC 2017 de Barcelona, no final de fevereiro.

O modelo desenvolvido no Canadá mas construído na China devolve para a marca uma das características que a tornou conhecida no passado: o teclado físico.

 

 

A volta do teclado físico

 

 

Os modelos anteriores da TCL com a BlackBerry pouco se diferenciavam dos dispositivos da Alcatel. Mas os diversos vazamentos de imagens e vídeo do BlackBerry DTEK70 apontavam para a volta do teclado físico. Agora, vários veículos que entraram em contato com o dispositivo confirmam isso. Voltaremos a ter o teclado físico com esse novo modelo, que incorpora algumas interessantes melhorias.

A barra de espaço recebe um leitor de digitais. Dependendo do tamanho do dispositivo, podemos estar diante do menor leitor presente em um smartphone. Também foi recuperada a função tátil no teclado físico, permitindo a realização do scroll a partir do mesmo. Algo já presente no BlackBerry Passport em 2014.

 

 

Nougat com doses de BlackBerry

 

 

O BlackBerry DTEK70 chega ao mercado com o Android 7.0 Nougat, aditivado com as melhorias de software da BlackBerry já conhecidas em modelos anteriores. Teremos as notificações do sistema quando alguém fizer fotos ou vídeos sem nossa permissão, encriptação de fotos e até software para armazenar senhas, sem deixar de lado recursos como Good Work, WatchDox ou BBM Protected.

Sobre o design externo, o BlackBerry DTEK70 tem construção em metal com revestimento emborrachado. A TCL quer oferecer um modelo durável, mas que pode não ser muito econômico. Só saberemos se será isso mesmo quando ele for apresentado na MWC 2017.

A BlackBerry não facilita especificações técnicos, mas sabemos que o modelo contará com uma porta USB Type-C, e que vai manter a porta para fones de ouvido.

 

Via VergeAndroid Authority