Bixby

 

A Samsung anunciou oficialmente o lançamento do Bixby, o seu assistente pessoal inteligente.

O anúncio foi feito por InJong Rhee, vice-presidente executivo de serviços e software da Samsung, confirmando que o Bixby vai mesmo estrear nos novos Galaxy S8 e Galaxy S8+.

O novo assistente vai aprender e se adaptar ao ser humano, com a promessa de uma interação mais simples e natural, com a ajuda da inteligência e aprendizagem artificial.

 

O Bixby se vale de alguns blocos de funcionalidade.

Um deles é relativo às tarefas que pode realizar ou suportar, se diferenciando do S-Voice ao interagir entre o usuário e o aplicativo, suportando (quase) qualquer tarefa a um número amplo de apps.

Os usuários poderão chamar o assistente a qualquer momento enquanto usa um aplicativo que suporta sua integração, levando em consideração o contexto e o estado do aplicativo, entendendo o usuário e sem interromper a tarefa em curso.

Também está confirmado que teremos várias formas de interagir com o Bixby, como por voz e por toques, mas sem entrar em maiores detalhes. Imaginamos que deve ser algo cômodo, que não limite o usuário a um único modo de interação.

 

 

A Samsung quer que seu assistente entenda os comandos até mesmo quando a informação estiver incompleta. Resta ver a que ponto o Bixby será capaz de entender tais comandos. Não há detalhes sobre como o software vai fazer isso.

Mas se funcionar, é mais uma comodidade para os usuários, principalmente aqueles menos familiarizados com a interação com os assistentes de voz, alem de ser uma grande vantagem técnica em relação aos concorrentes.

 

A Samsung quer se diferenciar, evitando uma experiência ruim a ponto do usuário desistir do assistente. Logo, além do reconhecimento de comandos incompletos, a empresa promete eliminar os fatores que confundem o usuário em relação à sua ativação.

Para isso, integraram um botão na parte traseira do Galaxy S8 para tal recurso, visando um desempenho mais rápido na usabilidade das tarefas mais comuns.

Além disso, a empresa observa que os avanços no campo da inteligência artificial não são simples, e apesar do desejo de revolucionar a interação entre humanos e máquinas, tal ambição requer tempo, reduzindo de certo modo as expectativas sobre a perfeição (ou não) do recurso no Galaxy S8.

A Samsung vai começar a implantar o Bixby nos smartphones, para aos poucos entregar a outros dispositivos, como TVs e ar-condicionado. Pretende no futuro distribuir o seu SDK para desenvolvedores de terceiros.

 

Via Samsung