Bitlab

 

O Bitlab é um tablet que possui duas telas: uma convencional e outra em Braile com 14 linhas, que traduz tudo o que aparece na tela para que os deficientes visuais possam ler o seu conteúdo sem problemas.

Na tela em Braile temos 65 palavras ao mesmo tempo, que permitem a interação com os conteúdos acessados pelo dispositivo. O Bitlab foi desenvolvido por uma startup austríaca que acabou de desenvolver a versão final do produto, que custará US$ 500 e chegará ao mercado em seis meses, se tudo der certo.

 

 

É esperado que o produto conte com uma autonomia de bateria de até cinco dias, e na tela de 14 linhas encontramos 23 células com seis pontos por célula. Esses seis pontos contam com cada letra do alfabeto Braile, e uma série de componentes e membranas que são o segredo desse produto.

O Bitlab converte o que se vê na tela touch em texto na tela Braille, e no dispositivo existem botões físicos para atualizar a informação à medida que o leitor termina de ler.

O projeto segue os passos de Holly Braille, produto em desenvolvimento pela Universidade de Michigan, mas quer oferecer um preço muito mais competitivo. Produtos desse tipo já existem no mercado, mas com preços muito elevados.