bateria-externa-smartphone-01

Acessíveis, cômodas e nos salvam de alguns apuros. Eu não saio de casa sem ela. A bateria externa é uma das companheiras mais eficientes para os nossos smartphones, oferecendo a possibilidade de recarregar esse precioso gadget a qualquer momento e lugar é algo simplesmente irresistível.

Se você pensou em comprar uma bateria externa para o seu smartphone, esse post mostra os sete pontos que você deve considerar para acertar na escolha.

 

1. A capacidade adequada para as suas necessidades

bateria-externa-smartphone-02

É muito tentador ver uma oferta de bateria externa de 16 mil mAh, mas não devemos nos deixar levar pela emoção. Pense com calma na capacidade que você realmente vai precisar.

Se você só pretende ter uma bateria externa que te dê uma carga extra no smartphone, contar com uma unidade na mesma capacidade que a bateria do smartphone pode ser mais que suficiente. Porém, não recomendo algo com valor muito próximo. Exemplo: se o seu smartphone tem uma bateria de 2.500 mAh, uma bateria externa na mesma capacidade não vai te dar uma recarga completa em via de regra, já que ela não é 100% eficiente.

A regra é simples: uma capacidade maior representa um preço mais elevado, um maior tempo de recarga e maior peso e tamanho da bateria. Pense em tudo isso.

 

2. O tempo de recarga é essencial

bateria-externa-smartphone-03

Além da capacidade total da bateria, o que vai determinar se uma bateria externa vai trabalhar por um tempo maior ou menor será a intensidade da corrente de entrada. O normal é que seja de 0.8, 1, 1.5 ou 2A. Se puder, escolha a de maior corrente, para que a bateria seja carregada mais rapidamente.

 

3. Porta para a carga da bateria

bateria-externa-smartphone-04

Sobre as conexões para recarregar a bateria, pode ser uma USB tradicional ou uma microUSB. O segundo caso é mais comum e é preferível, pois permite a recarga com o mesmo cabo que você usa para recarregar o smartphone.

Alguns modelos permitem utilizar as suas baterias como elementos de conexão de dados enquanto tempos o smartphone conectado, de modo que podemos sincronizar o smartphone enquanto ele é recarregado. No final, a bateria externa começa a ser recarregada. E tudo isso com uma única conexão.

 

4. Número e tipo de saídas

bateria-externa-smartphone-5

O normal é que com uma bateria externa, você queira recarregar apenas um gadget – o smartphone. Mas se a escolha for de elevada capacidade, é provável que você queira carregar mais de um dispositivo. Logo, considere uma bateria externa com mais saídas.

No mercado, existem modelos com até cinco portas de saída, na maioria com USB. Porém, existem modelos de baterias mais completas, com saídas DC de 9V/12V, que podem ser utilizados para recarregar notebooks. Nos próximos meses devem aparecer os modelos com saídas USB Type-C, para serem utilizados com os novos equipamentos que estão chegando com a citada porta.

 

5. Intensidade das saídas

bateria-externa-smartphone-6

Não é a mesma coisa recarregar um smartphone com uma bateria de pequena capacidade do que um com mais de 3.000 mAh. Ou talvez utilizar a bateria para recarregar um tablet. Dependendo do tipo de saída/s que a bateria possui, essa carga pode ser feita mais rápida ou terrivelmente lenta.

Para os gadgets de pouca capacidade, uma bateria com saída de 1A pode nos servir. A partir daí, temos modelos com saídas USB de 1.8A para smartphones com maior capacidade, ou de 2.1A, recomendado para smartphones compatíveis com o sistema de recarga rápida. No caso dos tablets, é recomendável ter pelo menos uma saída de 2.4A, ou alguns modelos sequer poderão recarregar esse tipo de dispositivo.

Além disso, se puder, opte pelas saídas Smart, que adaptam sua intensidade ao gadget conectado. E fique de olho com a intensidade máxima que pode alcançar o conjunto de todas as saídas, pois se estamos ocupando todas elas, o desempenho de recarga não será o mesmo.

 

6. Extras que devem ser considerados

bateria-externa-smartphone-7

Além do preço, capacidade ou portas que precisamos, os extras que cada bateria externa oferece devem ser considerados. O mais comum é que a bateria receba uma luz LED que atue como lanterna, mas o mais interessante é o indicador LED de status de carga e capacidade restante da bateria. Outro extra que alguns modelos incluem é o seu próprio cabo de recarga integrado ao dispositivo.

 

7. Ciclo de vida e marcas

Quando um produto se transforma em objeto de desejo, conhecer o que compramos e essencial para a proliferação de diferentes modelos e marcas. No segmento de baterias externas, é fundamental comprovar a confiabilidade de uma determinada marca, além de pensar nos ciclos de carga que cada fabricante oferece. O normal é que sejam pelo menos 500 ciclos nas baterias de íons de lítio.