mwc--barcelona

A prefeitura de Barcelona fez uma oferta para a GSMA para ser a sede da Mobile World Congress até o ano 2023. A cidade está confirmada como sede do evento até 2018, depois de um acordo fechado em 2011.

A prorrogação por cinco anos reforça a posição de Barcelona como a capital mundial da telefonia móvel durante os dias do evento, algo que outras organizações governamentais cobiçam a algum tempo.

Barcelona tem como parceiros o Ministério da Indústria, Energia e Turismo da Espanha, a Generalitat da Catalunha, o Conselho de Turismo e a Fira de Barcelona. Esse grupo ofereceu para a GSMA um valor não revelado em troca da prorrogação do contrato. Esses sócios buscam o montante de dinheiro que a MWC gera para a cidade, incluindo não só os benefícios econômicos (435 milhões de euros na edição 2014), mas também a melhoria da imagem da cidade.

A proposta de Barcelona foi feita e recebida pela GSMA, que está estudando a oferta. Em poucas semanas (ou meses), teremos uma resposta, e tudo indica que será positiva para a cidade catalã.

Via EFE/El Diario