mk_wmm1000_blk_large

Um belo dia, o seu mouse para de funcionar. Os botões não funcionam, o disco de rolagem não rola como deveria, e a aparência externa do produto mais lembra que ele passou os últimos anos trabalhando em uma área de guerra em algum país do Oriente Médio em conflito. Isso aconteceu comigo em 2013, onde vi a necessidade de comprar um mouse novo. Acabei comprando dois: um deles da Logitech (falo dele mais para frente nesse blog), e o outro é o Microsoft Mouse Wireless Mobile 1000, tema central desse post.

Sobre o Produto

A Microsoft sabe fazer os seus produtos de hardware. E isso pode soar curioso de uma empresa que nasceu 100% dedicada ao software. E eu sempre tive a curiosidade de adquirir um mouse da Microsoft (ou algum item de hardware qualquer). E vi a oportunidade perfeita quando o meu mouse principal parou de funcionar. Por isso, escolhi esse modelo, o Wireless Mobile 1000, que depois de algumas pesquisas rápidas na internet, foi a opção de compra pelas suas características.

Principais Características

mk_wmm1000_blk_otherviews01

Estamos diante de um mouse sem fio, com conectividade Bluetooth. Ele se diferencia dos demais por algumas características muito interessantes, como por exemplo a sua resolução de 1000 DPI, que oferece uma performance muito boa em diferentes atividades e superfícies, com velocidade e precisão que atendem as necessidades da maioria dos usuários.

Além disso, o produto é econômico no quesito bateria. Com uma chave de liga/desliga na parte inferior do mouse, sua bateria AA pode suportar até 10 meses de uso regular (a Microsoft não deixa muito claro qual é a ideia dela de “uso regular”, mas vamos supor que seja algo próximo de uma pessoa considerada normal – geeks, gamers e viciados em tecnologia não entram nesse grupo).

Outro fator decisivo para a compra está no tamanho do produto (56.2 x 95.4 mm), o que torna o produto efetivamente portátil. Se tornou o companheiro perfeito para o meu ultrabook, uma vez que não cria volume na mochila para viagens e eventuais transportes em diferentes situações. Para quem vai trabalhar muito tempo fora de casa, e quer um mouse para chamar de “seu”, essa pode ser uma das opções a se considerar.

Prós

– Um produto compacto: se mobilidade é a sua necessidade diária, ter um mouse desse modelo pode ser a mão na roda para acelerar a sua produtividade.
– Um ótimo desempenho: 1000 DPI de resolução é mais que suficiente para a maioria dos usuários de PCs.
– Economia: esse mouse da Microsoft é econômico, tanto no consumo de bateria, quanto no preço sugerido.

Contras

– Sua ergonomia não é tão boa assim: por ser compacto, esse modelo acaba não ficando tão confortável assim nas mãos, o que pode incomodar a alguns usuários que pretendem ter um uso mais prolongado com o produto. Mas entendo que a maioria pode conviver com isso.

Relação Custo/Benefício

mk_wmm1000_blk_otherviews02

O mouse Microsoft Wireless Mobile 1000 é um bom investimento. Não é o melhor mouse que a Microsoft oferece no mercado, mas também não faz feio em um uso diário. Como disse algumas vezes nesse post, é um mouse que atende muito bem as necessidades mais básicas da maioria dos usuários. E, como o próprio nome indica, ele é recomendado para quem quer ter um mouse sempre à mão para utilizar com o notebook ou ultrabook em qualquer lugar, aumentando a sua produtividade nas jornadas fora de casa ou do escritório.

Nota Final: 8.8/10

Desempenho: 9
Design: 8
Funcionalidades: 9
Preço: 9
Relação Custo/Benefício: 9

04-botao-clique037-180.jpg