ASUS ZenFone AR

 

A ASUS apresentou oficialmente na CES 2017 o ASUS ZenFone AR, o segundo smartphone Android do mercado compatível com o Project Tango, apostando na realidade aumentada para uma proposta diferente da maioria dos dispositivos do mercado.

 

 

Um Project Tango “top de linha”

 

 

No seu hardware, destacamos o processador Qualcomm Snapdragon 821, que é mais potente que o Snapdragon 652 visto no Lenovo PHABP2 Pro, primeiro modelo dedicado ao Project Tango. O chip trabalha em conjunto com até 8 GB de RAM, algo necessário não só para a realidade virtual, mas também para o funcionamento do Google Daydream.

O Lenovo ZenFone AR possui uma tela Super AMOLED de 5.7 polegadas (2560 x 1440 pixels), além de um sistema de alto-falantes imersivos, com suporte para High-Res Audio e som DTS.

 

 

As câmeras são essenciais

 

 

O Project Tango precisa de um sistema de câmera tripla para funcionar, pois ela adiciona características fotográficas puras e de escaneamento de espaços em 3D para inserir objetos virtuais na tela em cenários reais.

Nesse caso, o ASUS ZenFone AR conta com uma câmera de 23 MP, que trabalha em conjunto com outras duas de menor resolução para oferecer os dados de registro de movimento e sensores de profundidade.

Com isso, o smartphone pode interpretar dados, imagens, vídeos, espaço e movimento, traduzindo essa experiência para a tela, onde os aplicativos compatíveis oferecem novas experiências no campo da realidade aumentada. Nesse momento, já existem pelo menos 30 aplicativos compatíveis com o Tango.

 

A ASUS não confirmou regiões ou preços do ASUS ZenFone AR, mas sabemos que o modelo será lançado no segundo trimestre de 2017.