smartphones

Os preços dos smartphones top de linha da Appe, Samsung e LG aumentaram progressivamente desde o lançamento do iPhone original, em 2007.

O gráfico abaixo mostra a evolução dos preços em dólares, onde o iPhone original custou US$ 500 quando foi lançado nos Estados Unidos, enquanto que o iPhone 8 custa inicialmente US$ 700.

Cada novo smartphone é mais caro que o seu sucessor, e em alguns casos com um aumento drástico. O gráfico não inclui os últimos smartphones da Google que, mesmo oferecendo uma boa relação custo benefício, são smartphones caros (US$ 649 e US$ 849 para o Pixel 2 e o Pixel 2 XL, respectivamente).

 

 

O primeiro Samsung Galaxy S também custava US$ 500, enquanto que o Galaxy S8 custa US$ 750. Porém, 2017 entra para a história como o primeiro ano dos smartphones de US$ 1.000, com o Galaxy Note 8 e o iPhone X.

Até fabricantes chineses como Huawei, Honor ou OnePlus aumentaram seus preços de forma considerável nos últimos 12 meses.

Há vários motivos que explicam o aumento de preço do último ano, como as mudanças no design e materiais utilizados na construção dos smartphones, a popularização das telas 18:9 HDR com telas OLED, e o aumento do armazenamento.

Porém, muitos usuários estariam dispostos a renunciar a algumas dessas características por um valor menor, especialmente pelo fato de um smartphone, por melhor que seja, fica obsoleto em dois ou três anos.

 

Via Bloomberg