650_1000_wifisenseapertura

O Windows Phoen 8.1, a primeira grande atualização do sistema operacional móvel da Microsoft chegará ao mercado entre o final do mês de abril e o começo do mês de maio, e ainda assim será apenas para os novos smartphones (pré-instalado). A maioria vai ter que esperar alguns meses para receber em seus dispositivos a nova versão do sistema, assim como as suas novidades. Incluindo o WiFi Sense.

O WiFi Sense é a nova interface de conexão nas redes sem fio, e está despertando muita curiosidade entre a comunidade de usuários. Nesse post, mostraremos um pouco do seu funcionamento.

Conexão instantânea às redes WiFi públicas

A finalidade do WiFi Sense é simplificar e automatizar (na medida do possível) a conexão do smartphone na rede sem fio. Todos que usam um dispositivo desse porte sabe o quanto pode ser complicado se conectar à uma rede WiFI: as redes protegidas nos obrigam a localizar o identificador de rede (SSID) e introduzir a senha, e as públicas exigem ao menos que aceitemos um documento virtual, com os seus termos de uso.

Pode não ser muita coisa para usuários experientes, mas para muitos, pode ser além da conta, desviando o foco daquilo que realmente interessa, sem falar na adição de dados que nem sempre queremos compartilhar. Além disso, nos smartphones que contam com uma tela relativamente pequena, esse processo é uma tortura.

Uma das qualidades do WiFi Sense é simplificar esse processo, oferecendo a possibilidade do nosso smartphone se adaptar automaticamente às condições impostas pelas redes abertas.

650_1000_wifisense-1

Além disso, o sistema pode se encarregar de oferecer automaticamente as informações de identidade pessoal solicitada pela rede. Obviamente, os dados cedidos só serão aqueles que o usuário indicar previamente para esta finalidade. Nossos contatos também poderão acessar a nossa rede sem fio, caso o compartilhamento de nossas credenciais esteja disponível.

Essa tecnologia também promete uma sensível redução no tráfego de dados, dada a sua capacidade de se conectar às redes públicas que estão em uma área de cobertura, sem a necessidade que as localizemos. Tal recurso é muito bem vindo principalmente quando viajamos no exterior, e precisamos conectar o smartphone à internet, mas não queremos ser arruinados com o preço do roaming.

A Microsoft não revelou todos os detalhes dessa tecnologia, mas ao que parece, ela manterá uma base de dados que poderia armazenar a localização das redes sem fio que os usuários se conectam, com o objetivo de manter um repositório atualizado das redes abertas confiáveis.

Compartilhe as suas credenciais com os seus contatos

Se você quiser, pode também compartilhar suas credenciais de acesso nas redes sem fio com nosso contatos do Outlook, Skype e Facebook, sem ceder a SSID e a senha da rede que utilizamos. Esta informação é cifrada, ou seja, não pode ser lida, mas pode ser utilizada pelo smartphone para se conectar automaticamente nas redes WiFi registradas no próprio telefone.

Programe a ativação da sua conexão

A terceira e última característica que queremos destacar do WiFi Sense é a possibilidade de programar a ativação e desativação da conexão sem fio do nosso smartphone, se adequando às nossas necessidades. Por exemplo, entre o trajeto da nossa casa até o trabalho, não precisamos utilizar a conexão WiFi. Logo, podemos indicar ao WiFi Sense que desative tal opção, e volte a habilitá-la em um determinado prazo.

O período de latência pode ser determinado pelo usuário, e podemos inclusive contar com a ajuda do Cortana para identificar a nossa localização, e deixar que o assistente inteligente ative ou desative a conectividade WiFi, sempre que nos encontremos em um local que previamente indicamos ou queremos utilizar esta conexão.

Em resumo: o WiFi Sense da Microsoft é muito promissor.

 

Via Microsoft