Segundo o último relatório divulgado pela equipe de análise da WSS (publicado pela Strategy Analytics), as vendas de smartphones em todo o mundo cresceu 43% em 2012, chegando a alcançar a marca recorde de 700 milhões de unidades. A Samsung foi a protagonista mais uma vez, retendo 30% de toda essa cota de mercado global, ampliando assim a sua vantagem nas vendas em relação à Apple e Nokia.

Um mês após o término de 2012, e nós já temos as surpreendentes marcas de vendas mundiais do cobiçado mercado de smartphones. Com 213 milhões de unidades vendidas (mais de 100 milhões vindas da linha Galaxy S), a Samsung declarou que lucrou no seu último trimestre fiscal US$ 20.6 bilhões de dólares. E isso, só na divisão de smartphones. As vendas foram as maiores na história de um único fabricante de smartphoens, superando com muita vantagem a marca estabelecida pela Nokia em 2010, quando eles conseguiram vender mais de 100 milhões de unidades.

A Apple, por sua vez, teve um ano de fortes vendas nos países desenvolvidos, mas esse sucesso foi neutralizado em partes pela sua limitada presença nos mercados emergentes ou em desenvolvimento. Samsung e Apple, juntas, representam a metade de todos os smartphones vendidos no planeta em 2012. Os grandes investimentos em marketing, a expansão dos canais de distribuição e os produtos atraentes permitiram à dupla reter praticamente toda a atenção do mercado de telefonia móvel.

Por sua vez, a Nokia mantém a sua posição de terceira força no mundo dos smartphones, mas sua cota de mercado global caiu de forma brusca, saindo dos 16% para os 5% em apenas 12 meses. A linha Lumia, com Windows Phone, teve uma significativa melhora nas suas vendas nos últimos meses, mas mesmo com a chegada do Nokia Lumia 920 no mercado, parece que a empresa finlandesa precisa de um verdadeiro smartphone top, que possa representar uma ameaça para o iPhone 5 ou o Galaxy S III. Mesmo que seja uma ameaça teórica.