TVs 3D

 

Um gráfico publicado pelo CNET mostra a atual situação das TVs 3D, uma tecnologia que não chegou na sala de estar do usuário, mas segue obtendo boas receitas nos cinemas.

Após serem consideradas uma grande aposta de marketing e tecnologia dos fabricantes, o desinteresse dos usuários pelas TVs 3D foi geral, com vendas mínimas e previsões de vendas multimilionárias não se cumprindo.

O futuro das TVs 3D aponta para a morte irremediável. Uma fonte da Samsung confirmou que nenhuma de suas novas TVs vai contar com 3D. Algo já sabido. Alguns executivos da empresa já antecipavam essa decisão por conta da limitada demanda do 3D pelo consumidor, e o escasso conteúdo produzido para este formato.

Outros fabricantes como a Philips foram mais contundentes, afirmando categoricamente que “o 3D está morto, não há conteúdos e ninguém quer o 3D”. Sem falar que é muito complicado produzir uma TV 3D, e os consumidores entendem que não precisa de uma TV com essa tecnologia.

Outras marcas ainda devem apostar nas TVs 3D, como Panasonic, LG e Sony. Mas a saída da Samsung pode ser definitiva para o futuro da tecnologia.

As telas OLED, curvas, a resolução 4K e em médio prazo a realidade virtual estão hoje no centro das atenções dos fabricantes e dos consumidores.