Ontem (12/04) foram apresentados os dois primeiros celulares da Microsoft, da família Kin. Estes aparelhos são claramente voltados aos usuários mais jovens, e tem forte apelo para as redes sociais. Com eles, você pode trocar fotos com seus amigos, ouvir música, entre outros recrusos. Mas o motivo principal destes aparelhos são os serviços de redes sociais e mensagens instantâneas. E parece que é aí que a desagradável surpresa aparece: ao menos que você faça a atualização manual, o Kin se conecta de forma automática a cada 15 minutos.
Isso se dá porque 1/4 de hora é o tempo necessário que os servidores levam para conectar ao Facebook, Twitter e Windows Live. Os engenheiros alegam que eles não queriam um aparelho que roubasse dados da internet o tempo todo, e argumenta que este é um dos meios que eles encontraram para que o aparelho tivesse uma maior autonomia de bateria. Olha, podemos dizer que este é um #fail da Microsoft, pois todos os aparelhos que conhecemos, dedicados a este tipo de serviço, possuem um conceito de que as pessoas querem estar conectadas o tempo todo, sem delays de notificações. E, para aqueles que seguem muitas pessoas, 15 minutos de delay é uma eternidade, e torna inviável a nobre arte de acompanhar as pessoas que tanto admiramos nas redes sociais. Porém, no fundo, o que pode ter acontecido também é uma certa pressão das operadoras em cima da Microsoft, para que seus produtos não consumam muitos dados e saturem a rede, o que é algo bem crítico nas redes 3G.

E você? O que acha?

Fonte