Parece que finalmente encontraram uma solução para a crise econômica mundial. Ou ao menos uma forma de ilustrar melhor o que está acontecendo no mundo, uma vez que todo mundo está com falta de grana. O velho Nintendo 8 Bits, ou melhor, Super Mario Bros.3 é utilizado como ferramenta de conversão monetária, com suas valiosas moedinhas de ouro.

O site de bens imóveis Movoto encontrou uma maneira de calcular o valor estimado das moedas douradas no mundo real, e o quanto elas poderiam ajudar a tirar o mundo do buraco. Segundo o estudo, cada moeda de ouro teria o absurdo valor de US$ 508.829,19. Para chegar a este número, o Movoto fez uma simples comparação do tamanho de uma moeda para o tamanho do próprio Mario no jogo.

Usando um Mario do mundo real (Bob Hoskins, nesse caso) e transportando ele para o formato analógco, eles determinaram que cada uma dessas moedas teria cerca de 18 cm de diâmetro em nosso mundo. Logo, cada uma dessas moedas, de ouro puro, consumiria uma quantidade do metal precioso em um valor de mais de meio milhão de dólares.

Ironicamente, a Movoto também calculou o custo do castelo do Bowser, e determinou que Mario poderia facilmente ter comprado a propriedade inteira com apenas uma moeda coletada ao longo do jogo. E aí você se pergunta por que os irmãos não compraram apenas a propriedade, mas também a liberdade da princesa, em vez de enfrentar todas as fazes do jogo, usando tartarugas bobocas e correndo risco de morte.

O Movoto foi além, criando ainda um infográfico (foto acima), onde é possível ver a conversão do dólar para as moedas do jogo. Se você combinar todos os US$ 16 trilhões da dívida norte-americana, você vai descobrir que precisa de apenas 31.5 milhões de moedas do jogo Mario para liquidar essa dívida. Ok, é uma grande quantidade de moedas, mas nada que jogadores coreanos muito habilidosos não resolvam o problema, com uma semana de jogatina, abastecida por Red Bull, não é mesmo?

É claro que vai demorar um certo tempo para que alguém exporte as moedas do mundo do Mario para o mundo real. Até lá, os EUA vão ter que se virar, pedindo outro trilhão emprestado da China, e em seguida, pagar com milhões de moedas transportadas interdimensionalmente.

Via CNET