Você decide colocar uma fechadura eletrônica na porta de sua casa. Você está em viagem e recebe uma atualização de firmware, e realiza a atualização. Horas depois, você recebe um e-mail do fabricante da fechadura informando que a atualização falhou, e a porta da sua casa está aberta.

O que você faz?

 

OK. Isso aconteceu com vários usuários do Airbnb, por conta de uma falha de atualização da empresa Lockstate. O inconveniente mostrou a possível vulnerabilidade desse tipo de fechaduras eletrônicas.

Não há um veredito contundente sobre a segurança do sistema. Em tese, qualquer fechadura conectada pode ser hackeada, assim como qualquer serviço na nuvem protegido por um nome de usuário e senha. Por outro lado, há quem diga que este é o futuro, mas que o futuro ainda não chegou.

 

 

O consenso geral sugere que as fechaduras conectadas ainda não alcançaram esse nível de segurança. No final das contas, a escolha é pessoal: a conveniência no lugar da tranquilidade.

Enquanto isso, eu ainda vou utilizando minha chave convencional, que ainda é útil na hora de coçar a minha orelha.