htc-one-m9-ifixit

A família One da HTC nunca foi de fácil reparo, e o HTC One M9 dificilmente seria diferente nesse aspecto. O pessoal do iFixit revela algumas complicações na missão, além de mostrar o dispositivo com mais detalhes.

A complicada construção do corpo de alumínio unibody dificulta o acesso aos elementos internos. A bateria está bem rodeada e oculta por elementos, como a placa-mãe de um lado e a tela do outro, como se fosse um sanduíche. Não há como chegar na tela sem remover todos os elementos do One M9. Os elementos complicadores são diversos.

O iFixit também destaca a quantidade de adesivos utilizados nos elementos, o que dificulta a substituição ou o acesso à eles. Felizmente, eles adotaram essa solução em uma menor quantidade que no M8, já que existem mais parafusos.

Para resumir: o HTC One M9 será um pesadelo para os serviços de assistência técnica.

htc-one-m9-ifixit-02

Também podemos ver o ‘polêmico’ SoC Qualcomm Snapdragon 810, os 32 GB de armazenamento eMMC NAND da Samsung e o módulo WiFi da Broadcom.

Por fim, o HTC One M9 recebeu uma pontuação 2 de 10 do iFixit. É a mesma marca obtida pelo HTC One M8 no ano passado. Não é uma surpresa. Os dois modelos conseguem pontuação melhor que o One M7, que registrou um 1 de 10 em 2013.

Para ver o processo de desmontagem do HTC One M9, acesse o post do iFixit.