“Toda unanimidade é burra”, já dizia Nelson Rodrigues. E nem todo amor é “eterno, enquanto dure”. Certas paixões avassaladoras acabam logo na primeira mensagem de “o seu aplicativo parou de funcionar”. O Android pode ser o sistema operacional dominante, ou o mais vendido do mundo hoje, mas isso não significa que sua lealdade seja tão forte quanto aquela provocada pelo iPhone e seus usuários.

Segundo um estudo recente realizado pelos analistas Robert W. Baird e William Power, quase 20% dos usuários do sistema do Google abandonam a plataforma para comprar um iPhone. O estudo foi feito com mais de 2 mil usuários de smartphones Android com planos de dados. O estudo mostra que não só essa lealdade tem limite, mas que, por outro lado, quase a metade dos usuários atuais de Android pretendem comprar um novo smartphone com o sistema do Google em um futuro próximo, o que é algo muito bom.

Falando em números. 48% dos entrevistados pretendem comprar outro smartphone Android no futuro, enquanto que 17% responderam que pretendem substituir o telefone com o sistema do Google por um iPhone. Já 34% dos participantes da pesquisa responderam que ainda estão indecisos sobre sua futura escolha.

Se perguntarmos para os fãs da Apple, a história é bem diferente. 77% dos entrevistados pretendem comprar um novo iPhone para substituir o atual, enquanto que apenas 5% dos usuários Apple planejam trocar o seu smartphone por um dispositivo Android. 18% dos entrevistados ainda não se decidiram sobre o assunto.

Nem preciso aqui comentar que a lealdade dos usuários Apple ao iPhone é muito maior, e isso explica o sucesso do produto. Aqui, a qualidade do produto final e a experiência de uso pesam muito, e tais elementos fazem com que o iPhone seja um sucesso duradouro, e penso eu que esse quadro não vai mudar tão cedo. A não ser que o novo iPhone a ser lançado em setembro seja uma decepção completa, o que particularmente acho muito difícil.

A pesquisa também investiga o comportamento dos usuários de BlackBerry, e aqui, a traição é explícita. Apenas 2% dos entrevistados afirmam que vão comprar um novo BlackBerry no futuro. O estudo também apresentou hipóteses pouco prováveis e simulações sobre lançamentos de smartphones de nomes expressivos do mercado de tecnologia. Apenas 7% dos entrevistados estariam interessados se o Facebook lançasse um smartphone, enquanto que 51% teriam interesse em comprar um smartphone nos moldes do Kindle Fire, da Amazon.

Para ler os resultados completos da pesquisa (em inglês), clique aqui.