Apple Watch

Um estudo mostra a utilidade do Apple Watch na hora de detectar problemas comuns de saúde. Nesse caso em especifico, na apneia do sono e hipertensão.

A precisão do relógio inteligente da Apple para detecção desses problemas é de 90% para a apneia do sono, e 82% para a hipertensão. O aplicativo Cardiogram foi o utilizado para o estudo, e mais de 6.000 participantes foram convidados a utilizar o Apple Watch durante um período de tempo.

O aplicativo detectou a apneia do sono em 1.016 participantes, e a hipertensão em 2.230 indivíduos, comprovando a eficácia do Apple Watch em monitorizar e alertar as pessoas sobre esses sintomas, para buscar um tratamento mais rápido.

Foi utilizada uma rede neuronal para interpretar os dados da frequência cardíaca e o número de passos dados. É o mesmo tipo de redes artificiais que a Google usa para transformar nossa voz em texto, mas nesse caso, interpretar os dados da frequência cardíaca e do número de passos dados. E esses sinais variam com o tempo.

O sistema DeepHeart recebe dados sobre a frequência cardíaca e passos dados de várias pessoas, assim como informações sobre suas condições de saúde.

A Apple pensa longe no Apple Watch no aspecto de saúde, adicionando novas funcionalidades de monitoramento cardíaco como parte desses esforços.

Estudos como esse mostram a importância que o Apple Watch pode ter na indústria da saúde no futuro, e será interessante ver como a Apple vai ampliar as capacidades do produto para essa finalidade.

 

Via TechCrunch