apple

 

As políticas de alguns governos estão colocando em xeque alguns aspectos das telecomunicações. Por exemplo, Rússia e China lançaram novas leis que obrigam os provedores de serviços de internet a armazenarem dados de usuários em servidores locais. Agora, Índia e Indonésia obrigam fabricantes de smartphones que 30% dos produtos vendidos sejam fabricados no país.

Para a maioria dos fabricantes, isso não é um problema, pois não possuem lojas próprias. Mas para a Apple sim, e nenhum dos seus produtos são fabricados nesses países.

Na Índia, eles conseguiram resolver o problema ao investirem em um centro de I+D e em um acelerador de aplicativos que sera inaugurado em breve. Na Indonésia, o problema para vender iPhones pode começar em 1 de janeiro de 2017.

Para resolver o problema na Indonésia, a Apple acabou de fechar um acordo com o governo local para construir nos próximos três anos um centro de I+D, que terá custo de aproximadamente US$ 44 milhões, abrindo assim as portas da empresa para vender o iPhone e os demais produtos naquele mercado, mesmo que os produtos sejam integralmente fabricados na China.

A Indonésia é o quarto país mais povoado do mundo, com 260 milhões de habitantes, ficando atrás apenas de China, Índia e Estados Unidos.