tim-cook-apple-store-numbers

Já é sabido que a Apple tinha planos futuros de levar alguns dos seus aplicativos para a loja da Google, e aproveitou a chegada da Apple Music para dar o primeiro passo. Durante a apresentação do serviço de streaming de música e vídeo, eles disseram que o Android contaria com a sua versão, e isso de fato aconteceu rapidamente.

Agora, Tim Cook antecipa que a Apple Music não será a última alternativa, e com tom de mistério no ar, revelou que mais aplicativos da Apple vão desembarcar na Google Play. A Apple Music foi um teste para avaliar a repercussão dos seus aplicativos no principal rival.

Os rumores indicam que o próximo aplicativo a desembarcar na Google Play Store será o iCloud e os seus serviços. Não apenas a biblioteca de fotos, mas também calendários, notas, e-mail e lembretes. Toda a suíte básica da Apple no iOS pode desembarcar na loja do Android em breve.

Resta saber como será a sua adesão no Android, já que a Google tem um pacote de apps quase idêntico. O mesmo ocorre no sentido oposto com os apps da Google na App Store do iOS. Não devemos nos esquecer que os usuários que mudaram de sistema podem se sentir mais cômodos utilizando os mesmos aplicativos.

ios-apps-na-google

O Apple Pay parece ser pouco improvável de ter uma versão para o Android, por conta da sua complexidade de funcionamento. Por outro lado, Google Pay, Samsung Pay e LG Pay também parecem não ser aptos a estar presentes no iOS a médio prazo.

O movimento da Apple não é uma novidade no mercado. A Google já coloca aplicativos no iOS há muito tempo, e a Microsoft, em seu processo de globalização de serviços, tem apps nas duas lojas, inclusive atraindo desenvolvedores do iOS para a sua Microsoft Store.

Ou seja, não é só o hardware que gera lucros, e a utilização de serviços próprios com as assinaturas que alguns deles trazem na mochila também podem entregar um bom dinheiro. Isso explica porque todos os gigantes de tecnologia estão desenvolvendo aplicativos onipresentes nos sistemas operacionais móveis, para desktops e na própria web. É o conceito “seja onde for, é hora de utilizar aplicativos”. E isso sempre é um benefício para o usuário.

Via 9to5Mac