Galaxy Note 7

 

A Strategy Analytics publicou os seus dados de vendas de smartphones para o quarto trimestre de 2016, e confirma que a Apple deixou a Samsung para trás nesse período. E nem preciso dizer que o principal motivo para esse cenário é a crise do Galaxy Note 7.

Foram 800 mil iPhones vendidos a mais que a gigante sul-coreana, mesmo contando com um catálogo de produtos muito menor (apenas três modelos de iPhone). Sem falar na margem de lucro obtida pela Apple por dispositivo, a maior do mercado.

 

 

É fácil deduzir que a crise do Galaxy Note 7 causou impacto nas contas da Samsung, resultando na vitória da Apple. Por outro lado, os resultados do iPhone 7 são excelentes, mesmo sem grandes novidades, se tornando o protagonista do melhor trimestre da história da gigante de Cupertino.

 

 

Samsung Galaxy S8, uma nova esperança

 

Apesar de tudo, a posição da Samsung ainda é cômoda, já que vendeu 9% mais telefones que em 2016, liderando o ano passado com 309 milhões de unidades vendidas.

É de se esperar uma forte recuperação da Samsung nos próximos dois trimestres com a nova geração de smartphones top de linha, mas há uma pressão extra: os novos Galaxy S8 precisam ser mais robustos e confiáveis, para recuperar a confiança dos consumidores.

O segundo semestre de 2017 será muito interessante: o iPhone do décimo aniversário, fabricantes como Huawei, Xiaomi, Oppo e Vivo avançando, e o já confirmado Galaxy Note 8.

 

Via Strategy Analytics