Apple

 

A Apple já está recusando aplicativos que utilizam a palavra “grátis” ou termos similares na sua descrição.

A medida visa combater desenvolvedores que utilizam o preço do aplicativo como via de promoção. É uma medida que gera polêmica, por dois motivos: indicar que um aplicativo é grátis é algo que, inicialmente, parece ser inofensivo e até positivo para o usuário, e existe uma grande quantidade de aplicativos na App Store que mantem o uso dessa palavra no título e da descrição.

A Apple deve estender gradualmente a sua nova política, impondo a regra para todos os aplicativos que hoje estão na App Store, mas por enquanto a medida só afeta os novos aplicativos enviados na loja.

Os motivos para isso não estão muito claros, mas imaginamos que podem estar relacionados com o fato de alguns aplicativos incluírem micro pagamentos, induzindo o usuário ao erro.

Utilizar o termo “obter” no lugar de “grátis” evita que o usuário acredite que o aplicativo é 100% de graça. A restrição tem sentido, mas pode soar exagerada em alguns casos.

Nesse momento, a Apple é a única que recusa aplicativos por esse motivo. Nem a Google Play, nem a Windows Store usam dessa prática.

 

Via Venture Beat