apple-samsung-patent-war

Longe de mim falar algo que venha a denegrir a imagem dos coreanos, mas uma coisa é fato mais que comprovado: eles são mestres na arte de copiar. Mas isso também não quer dizer que a Apple tem 100% de razão nas suas alegações contra a Samsung (na minha opinião). Mas o fato é que as duas gigantes de tecnologia travam a tal guerra de patentes desde 2011, e como um novo julgamento na Califórnia se aproxima (a apelação da última decisão acontece em março), a juíza do caso propôs às duas empresas um encontro oficial dos seus respectivos CEOs para resolver suas diferenças.

Esse encontro vai acontecer no começo do mês de fevereiro, mas ao que tudo indica, ele não vai ser marcado pela amistosidade. A Apple já começa a apresentar as suas cartas (ou condições) para que tal acordo aconteça, e uma dessas exigências é bem explícita: a gigante de Cupertino quer que qualquer possível futuro acordo entre as duas empresas inclua uma cláusula anti-cópia de produtos/serviços da Apple por parte da Samsung.

Por outro lado, os advogados da Samsung afirmam que a Apple ofereceu o acordo formal, mas sem essa cláusula entre os termos. Algo que a Apple, obviamente, desmente. Além disso, segundo o site Fosspatents, a Samsung vai se encontrar com a Apple mantendo uma postura mais “inflexível”, dando a entender que não vai permitir que a Apple fique com toda a razão das questões a serem discutidas nesse encontro.

Ou seja… não será surpresa para ninguém se, em fevereiro, eu escrever aqui no blog que Apple e Samsung não chegaram a acordo nenhum, e que a guerra de patentes continua. Para o azar do usuário que só quer produtos de tecnologia melhores.

Via Fosspatents