white-apple-logo-wallpaper.jpg

A Apple anunciou hoje (28) os seus resultados financeiros relativos ao último trimestre fiscal (compreendido entre julho e setembro de 2013). E os resultados não poderiam ser melhores. Foram US$ 37.5 bilhões em ingressos financeiros, e lucros de US$ 7.5 bilhões.

Os valores mostram um forte aumento em relação aos números do mesmo período de 2012, apesar de ao mesmo tempo indicar uma leve queda nos lucros (no mesmo período de 2012, foram US$ 8.2 bilhões de lucros). A diferença para menos se explica (em partes) porque a margem de lucro bruto da Apple caiu de 40% para 37%.

Mesmo assim, os resultados são muito bons. No último trimestre a Apple vendeu 33.8 milhões de iPhones (26% a mais que o mesmo período de 2012 – 26.9 milhões). Nos tablets, praticamente não houve acréscimo de vendas: foram 14.1 milhões de iPads vendidos, contra 14 milhões do ano passado. Vale lembrar que, no mesmo período, a Samsung (que está na segunda posição, com 10.5 milhões de tablets vendidos no último trimestre) simplesmente dobrou o seu volume de vendas nessa categoria em 12 meses, sendo um rival cada vez mais forte para a gigante de Cupertino.

O relatório financeiro da Apple também mostra como o mercado se comporta diante dos seus lançamentos. Enquanto que as vendas de smartphones receberam um grande impulso com os lançamentos dos novos iPhone 5s e iPhone 5c, as vendas de tablets simplesmente estagnaram, na expectativa do lançamento de uma nova geração de produtos (algo que aconteceu nesse mês de outubro).

O mesmo aconteceu com os novos MacBook Pro e MacPro, cujas vendas só serão refletidas nos números do próximo trimestre fiscal. Aliás, a arrecadação pelas vendas dos equipamentos Mac sofreram uma sensível queda, de US$ 6.6 bilhões em 2012, para US$ 5.6 bilhões em 2013 (no mesmo período dos dois anos), representando uma queda de 15% nessa categoria.

Durante a coletiva para acionistas e jornalistas, Tim Cook confirmou o que já não era segredo para ninguém: o iPhone 5c é o seu modelo de “linha média”. Apesar de ser especulado como sendo o iPhone de baixo custo desde os seus primeiros vazamentos, o CEO da Apple reforçou que esse papel será do iPhone 4s (descrito mais uma vez como “um produto fantástico”). Nas palavras de Cook, o iPhone 5c é um dispositivo voltado para os mercados emergentes, e com uma estratégia claramente marcada pelos acordos com as operadoras nos diferentes países.

Por fim, os iPods, que segue o seu curso de fim de linha. Em 2012, nesse mesmo período do ano, foram vendidos 5.3 milhões de iPods (nos seus diferentes formatos). No último trimestre de 2013, apenas 3.4 milhões de iPods foram comercializados. As arrecadações com as vendas do produto caíram de US$ 820 milhões para US$ 573 milhões em um ano.

Por não apresentar novidades na família de reprodutores portáteis, e com as vendas em quedas constantes, é certo dizer que estamos diante dos últimos suspiros do iPod, que sobrevive no mercado desde 2001, em seus diferentes formatos e atualizações.

Via Apple