650_1000_captura_de_pantalla_2014-09-09_a_las_21.40.39

A Apple anunciou hoje (9) o Apple Pay, o seu novo sistema de pagamentos que combina um pacote de tecnologias já existentes no meios de pagamento. Um chip NFC no novo iPhone 6, trabalhando em conjunto com a confirmação biométrica via TouchID e com os procedimentos de segurança do Passbook, além da encriptação dividida dos cartões de crédito. A Apple destacou no evento a segurança nos pagamentos como principal ativo desse novo sistema de pagamentos.

 

Como o Apple Pay funciona?

650_1000_captura_de_pantalla_2014-09-09_a_las_21.38.41

O sistema não apresenta nenhuma inovação efetiva nos meios de pagamento via ‘contact wireless’, já que é necessário aproximar o iPhone no dispositivo de pagamento e realizar a verificação via TouchID (no lugar do PIN das compras via NFC dos sistemas atuais). Para incorporar os números de cartão de crédito no Apple Pay, basta registrar no Passbook, e a partir daí, o sistema de pagamento da Apple se vale do anonimado para enviar os dados para o recebedor do pagamento, uma vez que os dados físicos são eliminados, como nome e sobrenome, o número do cartão ou o endereço do cliente.

Não foram passados maiores detalhes sobre a segurança na troca de informações entre o Apple Pay e o Passbook, assim como o sistema de conexão a ser usado com os emissões de cartões para verificar a disponibilidade de pagamento, nem os tempos de verificação de resposta a partir dos emissões de cartões. Esses fatores podem fazer com que esse meio de pagamento seja um grande sucesso ou um retumbante fracasso.

 

Uma solução para o comércio eletrônico

O Apple Pay também funciona para pagamentos de comércio online, através de uma API que facilitará o pagamento com esse sistema via web. Não foram dados maiores detalhes, mas pode ser um impulso forte para as compras realizadas a partir de smartphones via aplicativo. Aqui, a Apple precisa lutar contra sistemas mais maduros, como o PayPal e o sistema de dupla verificação da Visa/Mastercard, ou o sistema de cobrança da Google.

 

Por enquanto, só nos EUA, e a partir de outubro

650_1000_captura_de_pantalla_2014-09-09_a_las_21.38.14

O Apple Pay é compatível com cartões Visa, Mastercard e American Express. Já existem acordos com as principais redes comerciais dos EUA (Subway, McDonald’s, Disney, Macy’s, Sephora, Apple Stores, ente outras). Os acordos começam a valer por lá a partir de outubro, e até o final de 2015, a Apple planeja inserir o Apple Pay em mais de 150 países.