Apple

 

A OCU denunciou a Apple na Direção Geral de Consumo da Comunidade de Madri (Espanha), por conta de um comercial do iPhone 7, acusando a empresa de propaganda enganosa para promover o produto.

O comercial faz especial menção à resistência à água do produto. O anúncio dá a entender ao usuário que o smartphone é resistente à água, mas não fala que a garantia legal exclui de forma expressa possíveis danos causados por líquidos.

 

 

A OCU quer que a Apple compense financeiramente

 

 
De acordo com o órgão, essa exclusão não cumpre a norma de garantias, que obriga a quem vende um produto a oferecer garantias sobre as características do produto que ele ressalta em sua publicidade.

A Apple induz o consumidor ao erro ao mostrar uma resistência à água que está condicionada a uma garantia limitada. A OCU pede a retificação ou remoção do anúncio para evitar a confusão, mas também exige uma sanção econômica proporcional à repercução do anúncio e ao volume do negócio da empresa.

O objetivo da sanção é fazer com que esse tipo de prática não volte a se repetir, impedindo que as empresas se aproveitem dessa confusão para obter benefícios enquanto violam os direitos dos consumidores.

 

As letras pequenas da resistência à água afeta todos os fabricantes

 

 

Sony e Samsung também podem sofrer o mesmo tipo de processo ao presumir a resistência à água em vários de seus smartphones.

Os fabricantes que usam as certificações IP67 e IP68 o fazem sempre sem fazer muito barulho e com muitas reservas quando dão maiores informações nos seus sites.

Os anúncios oficiais de produtos destacam essa capacidade, que nos termos de uso ficam esclarecidos sobre as garantias oferecidas:

 

– Sony: a empresa deixa claro que a garantia não cobre avarias causadas pela umidade, e depois de anos anunciando essa resistência, os problemas com a garantia fizeram com que mudanças acontecessem na hora de anunciar tal características. A certificação IP68 de alguns dos seus modelos ajuda a usar os dispositivos diante dessas siutações, mas não garante a imunidade a danos, mesmo que você tenha muito cuidado.
– Apple: a empresa oferece uma página específica de suporte, onde indicam claramente que “os danos por líquidos no iPhone e iPod não estão cobertos pela garantia”. Estes dispositivos contam com um indicador de contato com líquidos que permite a verificação de produção de danos.
– Samsung: a empresa tem uma documentação onde explica como manter a proteção à água e poeira nos modelos Galaxy S7 e Galaxy S7 Edge. Água que se move com muita força ou em locais onde a água não é fresca (no mar) requer maiores cuidados. Se acontecer esses casos, “limpe o telefone imediatamente com água fresca e seque com cuidado”. Na garantia do produto, fica especificado que a garantia não cobre defeitos ou danos que sejam consequência de exposições a líquidos, umidade, areia ou sujeira.

 

Ou seja, todos os fabricantes usam da mesma estratégia para promover os seus produtos, mas com garantias muito limitadas.

Vamos esperar pela resposta da Apple diante dessa demanda, ou se tal capacidade segue inclusa e como os fabricantes devem anunciar tal característica no futuro.

 

Via OCU