iphone-7-plus-final

 

O fracasso do Galaxy Note 7 é uma realidade. Um tanto quanto injusta, já que se trata de um ótimo smartphone que poderia ter arrasado no mercado, se não tivesse um sério problema de fabricação.

De qualquer forma, a Samsung optou pelo caminho mias seguro, que foi encerrar a produção e a comercialização do phablet. Uma decisão que não foi fácil, mas que é necessária para reduzir o sangramento de dinheiro que sofre a empresa sul-coreana.

De acordo com analistas, o problema das baterias explosivas do Galaxy Note 7 podem custar para a Samsung US$ 17 bilhões, um valor que só vai cobrir perdas diretas e não outras derivadas do ano à imagem, marca e processos judiciais.

A grande beneficiada foi a Apple, que viu suas ações subirem 1.6%, com um valor máximo histórico de US$ 116,05 por ação.

Com um iPhone 7 que não oferece mudanças de design, taxado assim de pouco inovador, o problema da Samsung foi um bálsamo para a Apple, que pode respirar tranquila sem a concorrência do seu principal rival.

Via MacRumors