Enquanto passamos a semana acompanhando o lançamento do iPhone 5, os advogados continuaram a trabalhar, “pelo bem das propriedades intelectuais”. A batalha da Apple contra o Android continua, assim como as atitudes hostis de ambos os lados. Dessa vez, o ataque é da empresa de Cupertino, que conseguiu uma nova vitória contra a Motorola Mobility na Alemanha, e a decisão pode bloquear as vendas no país de vários telefones fabricados pela filial do Google.

A Primeira Corte Regional de Munique concedeu à Apple uma ordem que permite o bloqueio dos dispositivos que contenham a famosa animação de “rebote” de tela, ou seja, quando você puxa com o dedo na tela o conteúdo exibido, e o mesmo ultrapassa os limites da tela, ele é automaticamente retornado para o centro, em um movimento de animação.

Apesar da decisão favorável, a medida de proibição ainda não pode ser executada. Inicialmente, a Motorola pode apresenta um recurso para evitar o embargo de seus telefones no país, ainda que a Apple tenha ao seu favor a possibilidade de acelerar o processo de proibição e conseguir um bloqueio provisório. A Motorola Mobility pode evitar isso simplesmente depositando uma fiança de 25 milhões de euros.

O cenário mais provável é que essa decisão se traduza em um problema temporário para os consumidores interessados em um smartphone da Motorola, uma vez que a empresa pode rapidamente substituir essa animação por qualquer outro tipo de solução visual com uma simples atualização de firmware, evitando assim a proibição. Mas, repito: a tática que a Apple usa para ser a empresa dominante é simplesmente ridícula. Eu (e, tenho certeza, a maioria dos usuários) não me importo com o recurso que empresa X ou Y usa para poder exibir os seus recursos. Os fabricantes gastam dinheiro com advogados para discutir bobagens técnicas, que podem ser resolvidas com um alerta do tipo “ou muda isso, ou vamos multar vocês”. Retirar produtos do mercado por causa de uma simples animação beira ao patético. É a prova que a Apple realmente “está com medinho”.

Gastem dinheiro com produtos melhores, fabricantes!

Via Foss Patents