Apple

 

A Apple possui hoje uma posição privilegiada, onde seus usuários do iOS só podem instalar aplicativos a partir de sua própria loja, a App Store. Mas isso pode acabar em breve.

Um grupo de usuários do iPhone processou a Apple sob a alegação que tal restrição é anti-competitiva e punitiva aos clientes, Que ficam sem alternativa para encontrar aplicativos. O caso é de 2012, e inicialmente a justiça deu ganho de causa para a Apple, que alegou que os usuários compravam os apps dos desenvolvedores, onde a App Store apenas era a intermediária dessa compra, em troca de uma comissão.

Porém, outro juiz opinou de forma diferente no recurso, afirmando que, se os usuários fazem uma compra e um pagamento para a Apple, eles podem avançar na reclamação inicial. Não é como se os desenvolvedores tivessem alternativa para os apps chegarem aos usuários além da App Store.

O caso ainda tenta determinar se o processo pode avançar contra a Apple. Em caso afirmativo, a empresa pode ser obrigada a permitir a instalação de aplicativos por meios alternativos ou de outras lojas, sem recorrer ao jailbreak.

Para a Apple, é sentir na pele as consequências de fechar todo um sistema. Mesmo com uma cota de dispositivos muito menor que a do Android, os lucros da App Store são muito maiores, e isso é mais que suficiente para que a loja comece a jogar na mesma regra que as demais.

Veremos como o caso se desenvolve. Se a Apple perder, podemos ver uma grande revolução na plataforma.

 

Via Reuters