slide-to-unlock

 

O Tribunal de Apelação dos Estados Unidos decidiu que a Samsung deverá pagar US$ 120 milhões para a Apple, por conta de várias infrações de patentes, apesar do lote inicial de produtos infratores reduziu drasticamente.

Recapitulando: o conflito entre Apple e Samsung começou em 2011, quando a gigante de Cupertino acusou os coreanos de infringir várias patentes. Entre elas o gesto de deslizar para desbloquear a tela, o funcionamento de auto-corretor na TouchWiz  a forma que o smartphone filtrava os números de telefone nos contatos durante a própria marcação, oferecendo uma marcação rápida quando houvesse poucas coincidências.

Os tribunais disseram em fevereiro que a Samsung estava isenta de pagar US$ 120 milhões em decisão preliminar, uma vez que várias das patentes reclamadas não foram estritamente violadas ou aptas de processo, enquanto que outras já não estavam em poder da Apple, pois pertenciam à Motorola desde 2015.

A nova sentença afeta as decisões tomadas em maio de 2014 e setembro de 2015, declarando as mesmas inválidas. Na verdade, a decisão de fevereiro foi uma interessante mudança de ponto de vista das autoridades, que chegaram a afirmar que foi a Apple que infringiu algumas patentes da Samsung. A Apple recorreu, e a decisão da apelação é a de hoje.

A Corte de Apelação dos Estados Unidos reabriu o caso que estava esperando desde fevereiro, e oito dos 12 juízes entenderam que a decisão de fevereiro foi errada.

Os US$ 120 milhões que a Samsung deve à Apple pelas patentes infringidas voltam à mesa. O julgamento segue em aberto desde 2011, e o valor total da sentença foi reduzido em várias ocasiões, indo de US$ 548 milhões para o valor atual.

Não sabemos se a Samsung vai voltar a recorrer, pois nesse momento sua preocupação maior está no Galaxy Note 7 que explode. O tribunal vai voltar a se reunir amanhã (11) para ratificar a decisão, e só aí saberemos o que a Samsung vai querer da vida.

Via MacRumors