Apple

 

Vamos fazer um pequeno exercício de faz de conta nesse post, ok?

A Apple pode ter perdido o seu prestígio como marca de notebooks e computadores, mas vai muito bem em outros segmentos. iPhone e iPad ainda gozam de um prestígio notável.

Logo, o exercício de criatividade financeira que faremos nesse post ilustra melhor o poder da Apple nesse momento, que tem dinheiro para comprar verdadeiras potências de mercado.

Nesse momento, a estratégia de aquisições da gigante de Redmond é relativamente conservadora. Sua última grande compra, na verdade a maior de sua história, foi a da Beats há três anos, por US$ 3 bilhões.

A Apple hoje tem US$ 250 bilhões para gastar no que quiser. Logo, fica a pergunta: o que ela pode comprar nesse exato momento com esse dinheiro todo?

 

 

Aqui temos uma lista das empresas que a Apple teria um maior interesse para gerar receita a longo prazo. Lembrando que esse é um exercício de futurologia, onde nem especulações estamos fazendo. É apenas o mundo de faz de conta de alguém que não tem ideia melhor para criar um post.

Na cabeça da lista, com 40% de “chances”. temos a Netflix, seguida pela Disney, com 25%. Abaixo da casa dos 10%, a lista prossegue com empresas como Electronics Arts, Tesla, Activision Blizzard, Take-Two Interactive e Hulu.

Felizmente, nada disso vai acontecer. Ou pelo menos assim esperamos que não aconteça.

 

Via VentureBeat