Os números voltam a mostrar a realidade da Apple, que deixa os seus acionistas muito sorridentes. A gigante de Cupertino anunciou os resultados do seu segundo trimestre fiscal, onde eles conseguiram bater todos os recordes da empresa, depois de comunicar um volume total de vendas de US$ 39,2 bilhões e US$ 11,6 bilhões em lucros líquidos, que nesse instante estão armazenados nas piscinas de dinheiro de Tim Cook. Para se ter uma ideia do quanto que esses números são expressivos, os analistas de Wall Street esperavam um volume de vendas total de “apenas” US$ 36.8 bilhões.

Vendas de dispositivos. A Apple vendeu mais de 35,1 milhões de iPhones e 11,8 milhões de iPads, que representam um aumento de 88% e 151% em relação ao mesmo período do ano anterior. Na parte de informática, as vendas vão bem, mas não espetaculares: as vendas de Mac subiram 7%, com quatro milhões de unidades vendidas nos últimos três meses. Por fim, o iPod segue com o seu declínio, com vendas de 7,7 milhões de unidades, o que representa uma queda nas vendas de 15%.

Tim Cook alerta que, ainda em 2012, “veremos muitos novos produtos com o nível de inovação que só a Apple pode oferecer”. E já dá pra imaginar sobre quais são esses produtos que ele se refere (novo iPhone, novos MacBooks, um possível iPad de 7 polegadas…).

Via Apple