appleeco

Durante os últimos anos, vimos várias queixas contra a Apple por causa do impacto negativo que o exercício do seu negócio tinha na natureza, de modo que imaginamos que nessa notícia acaba tendo uma certa relevância. O chefe de finanças da empresa de Cupertino, Petter Oppenheimer, afirmou para o site da Reuters que todos os seus centros de dados, incluindo as gigantescas instalações da empresa na Carolina do Norte, usam energia renovável criada por eles, ou utilizando fontes locais.

Isso quer dizer que pelo menos 75% da energia consumida pela Apple se origina utilizando tecnologias que resultam em um impacto mínimo ao meio ambiente, como por exemplo a energia solar, eólica, hidroelétrica ou geotermal. O mais impressionante disso é que em 2011, essa porcentagem era de apenas 40%, o que indica que a Apple se esforçou para conseguir que o seu consumo elétrico fosse mais verde. Como se isso fosse pouco, a empresa garante que “não vai descansar até alcançar a marca de 100% ao redor de toda a Apple”. Prepare-se, pessoal do Greenpeace!

 

Via ReutersFortune