andy-grove

Andy Grove, ex-presidente e CEO da Intel e mão direita de Gordon Moore na fundação da empresa, faleceu aos 79 anos de idade.

Andrew Stephen Grove nasceu em Budapeste (Hungria) em 1936. Foi para os Estados Unidos depois de sobreviver à ocupação nazista e a repressão soviética, cursando estudos de engenharia química na Universidade de Nova Iorque, completando o seu doutorado na Universidade da Califórnia em Berkeley em 1963.

Então, foi contratado por Gordon Moore na Fairchild Semiconductor como pesquisador e responsável auxiliar de indústria e desenvolvimento. Quando Robert Noyce e Gordon E. Moore co-fundaram a Intel, contrataram um grupo de trabalhadores da Fairchild, com Andy Grove liderando esse grupo. Ele foi o terceiro funcionário da Intel Corporation.

Grove chegou a ser presidente da Intel em 1979, CEO em 1987 e presidente da junta de administração entre 1997 a 2005. Seguiu como conselheiro da empresa na sua jubilação, e tem um papel fundamental na transformação da empresa em uma marca de consumo amplamente reconhecida.

No seu comando, a Intel cresceu 994% na capitalização de mercado, para se transformar na época na empresa mais valiosa do mundo, aumentando as receitas anuais no período de US$ 1.9 bilhão para US$ 26 bilhões.

Grove se destacou como executivo, mas também como técnico. No seu mandato, a Intel comercializou microprocessadores como 386 e Pentium, sendo extremamente competitiva. Ele era conhecido pelo seu lema “só sobrevivem os paranoicos”, título de um dos seus vários livros e artigos. Também é responsável pela era “Intel Inside”, slogan do período de maior força da empresa. Dizem que Steve Jobs o idolatrava, e buscava conselhos de Grove sempre que possível.

Andy Grove é mais um grande do mundo da computação que nos deixou, mas sua história e seu legado serão super influentes. É uma obra eterna. Um belo exemplo de capacidade técnica e gestão empresarial.

Via Intel