A Google atualizou as estatísticas oficiais das diferentes versões de Android espalhadas pelo mundo. E os resultados mostram que as verões 1.5 e 1.6 ainda são a maioria nos aparelhos ativos. Segundo Andy Rubin, tantas versões foram necessárias para se chegar a um sistema estável, robusto e potente. Tecnicamente, isso foi alcançado na versão FroYo do Android. Com isso, a partir de agora, estas atualizações chegarão com um intervalo de tempo muito maior, em períodos quase que anuais, permitindo aos desenvolvedores ter uma maior tranquilidade na hora de desenvolver aplicativos para este sistema. Com esta premissa, as chances de verem a próxima versão do Android apenas em 2011 são enormes.

Fonte