windows-phone-back

A Kantar Worldpanel apresentou o seu novo relatório sobre o cenário geral do mercado mobile, tanto entre os fabricantes como nos sistemas operacionais.

O vencedor óbvio segue sendo o Android, que sobe sua cota em todos os mercados analisados, com exceção da China, que registrou uma pequena queda (mas ainda assim é líder). O perdedor igualmente óbvio e não inesperado é o Windows Phone, que começa a ver usuários de mercados considerados fiéis (como Itália e França) abandonando a plataforma.

O Android segue muito forte, com o crescimento em um dos trimestres considerados essenciais no ano, com cota de vendas superior ao iOS em todos os mercados globais, com exceção do Japão, onde o sistema da Apple conta com 50.3% das vendas, contra 48.7% do sistema da Google. Mesmo assim, a distância entre os dois reduziu muito: no ano passado, ela era de sete pontos.

Os maiores ganhos do Android aconteceram na Itália (+11.5%), França (+6.5%), Estados Unidos (+6.3%) e Austrália (+5.7%). Esse ganho não é sempre às custas do iOS, que ganhou mercado na Alemanha e Espanha, mas sim por causa do Windows. O sistema da Microsoft só ganhou um pouco de mercado no Reino Unido e Japão, sofrendo importantes retrocessos na Itália (-6%) e França (-5.2%), países onde suas cotas de mercado superavam os 10%.

kantar-mercado-mobile

Entre os fabricantes, temos que registrar novamente o forte crescimento da Huawei, que tem agora 14% do mercado dos cinco países europeus analisados pela Kantar (no ano passado, era 5%), se tornando assim a segunda marca dentro do ecossistema Android.

Na China, a Apple segue com os telefones mais vendidos do país (iPhone 6s, iPhone 6s Plus e iPhone 6, nessa ordem), enquanto que a Huawei conta com 24.3% do mercado. A Xiaomi perdeu 10.2% de cota, mas mantém a terceira posição no país.

Nos Estados Unidos, o Android está vencendo a batalha por atrair os usuários que dão o primeiro salto para um smartphone, sendo a Samsung a vencedora dentro desse ecossistema, na frente da LG, Motorola, ZTE e Alcatel, nessa ordem.

Porém, todos os dados serão afetados nos próximos meses, já que no próximo estudo teremos o Samsung Galaxy S7/S7 Edge, o LG G5, o novo top de linha da HTC e da Huawei e o especulado iPhone de 4 polegadas.

Via Kantar