android-one-africa

O Android One continua a sua expansão pelo mundo. Depois de desembarcar em alguns países asiáticos, o projeto estreia na África, outro território alvo da plataforma, se alinhando com o objetivo de conquistar países em desenvolvimento onde a tecnologia exigida é básica e simples.

Um total de seis países africanos serão atendidos nessa primeira fase: Nigéria, Egito, Gana, Costa do Marfim, Quênia e Marrocos. Não há uma ordem geográfica clara nas escolhas, e o critério parece mesmo ser o econômico. A Google vai colaborar com o grupo MTN, operadora sul-africana que opera no continente, para oferecer o único telefone para a população, que é um sucesso por ser uma poderosa ferramenta financeira.

infinix

O dispositivo fabricado pela Infinix é o Infinix Hot 2, e será apresentado hoje (18). Conta com tela de 5 polegadas (1280 x 720 pixels), processador MediaTek MT6580, 2 GB de RAM, 16 GB de armazenamento (expansíveis via microSD). Um modelo simples, mas equilibrado, com preço sugerido de US$ 87, bem ajustado para a plataforma Android One.

O Android One segue se expandindo, buscando se recuperar dos maus resultados dos últimos meses. A plataforma tem mais de um ano de vida, e desde então deu apenas pequenos passos. Alguns fabricantes desistiram do projeto, enquanto que outros seguem apostando, obtendo uma cota de mercado na Índia de 2% dos smartphones vendidos. Porém, a confiança em crescer nos próximos anos existe, graças a uma nova geração de telefones que chegarão em breve nos mercado selecionados.

Via Techsuplex