android nougat

 

O último relatório de distribuição de versões do Android realizado pela Google mostra que o Android Nougat dobrou de cota de mercado em um mês, mas ainda mantém uma raquítica cota de mercado.

Vale lembrar que em janeiro de 2016, o Android Marshmallow estava presente em apenas 0.7% dos dispositivos, e que em março essa cota subiu para 2.3%. Logo, o ganho do Android Nougat não chega a ser um fenômeno dentro do perfil de crescimento do sistema operacional da Google.

O gráfico abaixo mostra que, para essa época do ano, a adoção do Android Nougat deveria ser bem maior, e que a Google precisa seguir trabalhando e muio nesse sentido.

 

 

Por outro lado, vemos que os dispositivos que são atualizados são sempre os mesmos: os modelos Pixel ou Nexus, os tops de linha, alguns Sony ou Huawei, a linha Moto G… e isso, depois de meses de lançamento do novo software.

Além disso, outra má notícia para o Android é que novos dispositivos chegam ao mercado com versões muito antigas do sistema. Vale lembrar que o Android Jelly Bean ainda tem 10.6% de mercado, e o Android KitKat conta com expressivos 20.8%.

Com a chegada dos novos LG G6, Huawei P10, Nokia 6, 5 e 3 e outros modelos apresentados na MWC 2017, a cota do Nougat deve subir. Mas seria melhor que os dispositivos atuais fossem atualizados, no maior volume possível.