Android Oreo

Agora é oficial: o Android 8.0 se chama Android Oreo, e chegou ao mundo.

A Google apresentou a nova versão do sistema operacional móvel que traz novidades que certamente vão agradar aos seus usuários.

O Android 8.0 Oreo tem uma abordagem que prioriza mais a evolução do que a revolução. Pequenas melhorias de design e funcionalidades em cima da mecânica do Android 7 Nougat são o forte da nova versão.

A Google mantém o mesmo design obtido no Android 5.0 Lollipop, que transformou esse sistema operacional versátil e completo por si, atendendo as necessidades da maioria dos usuários.

Logo, vamos analisar as novidades da nova versão.

 

 

1. Melhorias no sistema e gerenciamento de energia

 

 

O Android Oreo será o mais próximo possível do gerenciamento de energia já presente no iOS.

Para garantir uma melhor fluidez e experiência de uso, o Android vai impedir que os aplicativos em segundo plano consumam mais bateria e performance, limitando suas funcionalidades.

Além disso, a frequência com que os aplicativos atualizarão a localização dos dispositivos será menor, facilitando ainda mais o processo de economia de energia. Isso vale para todos os aplicativos, incluindo o Google Play Services.

Sinceramente? A comunidade agradece essa novidade.

 

 

2. Barra de status e definições rápidas no Android Oreo

 

 

Sempre que o usuário recorrer à aba superior, ela vai mostrar status essenciais de conexão e de bateria. Essas definições rápidas passam a contar com dupla funcionalidade. Alguns atalhos selecionados terão os novos mini menus, que oferecem mais informações sobre status e opções.

 

 

3. Novos ícones dinâmicos

 

 

O Android Oreo traz novos ícones com animações, que dão uma cara nova ao smartphone, além de contar com a vantagem de aparecer de diferentes formas em vários smartphones, dando assim sinal de identidade entre os fabricantes. Se uma interface utiliza ícones redondos e outra ícones quadrados com cantos arredondados, as duas conseguem manter a aparência original.

 

 

Os atalhos rápidos nos próprios apps são outra novidade, onde o Android tem uma funcionalidade mais completa e bem mais próxima do 3D Touch do iOS.

 

 

 

4. Notificações no Android Oreo

 

 

A partir de agora, você poderá filtrar não apenas a informação que você quer receber através das mesmas abas, mas também escolher a prioridade da fonte.

Um menu permite personalizar essas prioridades, dentro das categorias Alertas, Mensagens Gerais, Diversos, Captura de Tela e Armazenamento. Além disso, e possível desativar algumas notificações de sistema.

 

 

Também é possível desativar completamente as notificações de cada aplicativo ou funcionalidade, definir o tipo de notificação e alerta (sonoro, vibração ou luz de notificação).

Os aplicativos da Google terão suporte para o novo controle sobre as mesmas, e é esperado que outros apps também sejam compatíveis com a funcionalidade. Por fim, você pode adiar notificações, algo conveniente para quem não quer se esquecer das mesmas.

 

 

5. Nova disposição das definições

 

 

Um novo agrupamento do meu das definições, que deve ser mais acessível e fácil de compreender, mas mantendo o design sanduíche visto no Nougat.

Mesmo com menos grupos e categorias, a barra de pesquisa continua para localizar aquele recurso escondido.

Os atalhos padrão do sistema podem ser alterados para aplicativos que o usuário achar mais conveniente à sua experiência do uso. Se você não gosta do Google Assistant, poderá alterar o atalho para outro aplicativo que quiser.

A barra de pesquisa do Google passa a ser parcialmente personalizada, com ajuste de comprimento e mudança de posicionamento, além de poder receber dois novos botões.

 

 

Por fim, o Android 8.0 Oreo chega para tentar corrigir alguns dos defeitos mais evidentes do Android Nougat. Vamos esperar pelo feedback dos usuários, que é quem tem a última palavra.