amazon-fire-phone

Não é segredo para ninguém que o Amazon Fire Phone ficou bem longe de ser um sucesso. Mesmo com todo poderio financeiro da empresa de Jeff Bezos e com o dispositivo apresentando algumas novidades interessantes, o mercado não respondeu como esperado para um smartphone muito caro para o que oferecia. Mas as últimas informações mostram que a gigante varejista vai investir de novo no mercado de smartphones, com uma importante mudança de estratégia: abandonando o hardware, e centrando-se no software e serviços.

Nos últimos anos, a Amazon experimentou uma progressão geométrica como empresa de serviços: são líderes em cloud, contam com uma grande quantidade de conteúdos e lapidaram por anos o Fire OS, o fork Android que gerencia os seus dispositivos móveis. A nova estratégia da empresa passa por fechar parcerias com fabricantes que querem a independência da Google e de sua política de licenças.

amazon-tablet

A Amazon já teria iniciado as conversas com os principais fabricantes do mercado, propondo uma parceria que, mais além de instalar aplicativos por padrão ou pré-configurar serviços, colocar no mercado dispositivos gerenciados pelo seu sistema operacional, e especialmente desenvolvidos para extrair o máximo dos seus serviços. O objetivo da empresa de Jeff Bezos é obter um importante parque de dispositivos instalados que comercializam os seus produtos online, principalmente o cloud.

Se confirmados os rumores, estaremos diante de um movimento muito interessante. Pela primeira vez em muito tempo, a hegemonia da Google sobre o ecossistema Android teria um sério competidor, e não é descabido pensar que a Microsoft tem algo a dizer nesse sentido: um smartphone Amazon com o buscador Bing e o Office 365 integrado de série?

Vamos esperar. A entrada de um novo jogador no jogo é sempre uma ótima notícia para os usuários.

Via The Information