jeff-bezos-amazon

Ok… lembra dos drones de entrega de encomendas da Amazon? Pois bem, a última invenção da Amazon pode deixar essa solução ainda mais interessante no futuro. Se acordo com o Wall Street Journal, a empresa de Jeff Bezos solicitou uma patente que contempla envios antecipados. Esse post serve para explicar a ideia, pois é um tanto quanto complexa para a maioria.

Se você é um usuário da Amazon, você bem sabe que, a cada visita que você faz no site, aparece um conteúdo sugerido com itens que podem ser do seu interesse, baseado não apenas no seu histórico de compras, mas também nas buscar realizadas na loja online. Logo, eles sabem que existe uma grande possibilidade de você comprar algum dos produtos sugeridos por eles, e por conta disso, eles seguem insistindo nas ofertas, com certa insistência.

O que acontece é que o comercio online em geral, e a Amazon em particular, enfrentam um grande inconveniente no processo de compras: os prazos de entrega. A Amazon quer encurtar a todo custo o tempo que o produto vai chegar até você, pois sabem que podem perder muitos clientes que não estão dispostos a esperar, o simplesmente se arrependem da compra quando se deparam com uma previsão de entrega demorada demais.

A solução dos drones existe para ajudar a resolver esse problema, mas a patente solicitada pela Amazon vai um passo além: ela pode enviar a sua “futura compra” aos pontos de logística próximos da sua residência, de forma que, caso você decida pelo produto, você vai recebê-lo em poucas horas.

A Amazon sabe que as possibilidades de você comprar um determinado produto indicado por eles são muito elevadas, e dessa forma, compensa os custos operacionais. Não está muito claro se finalmente esse projeto futurista será colocado em prática, uma vez que a empresa se nega a comentar o assunto. Mas parece que eles ao menos jogam com dois elementos que podem ser essenciais em um futuro formato de comércio eletrônico: o elevado conhecimento que eles possuem sobre os seus clientes (gostos, costumes, etc), e ofato de se anteciparem a tomar uma decisão, baseado naquilo que sabe ao seu respeito.

Via USPTO.gov, WSJ.com