amazon-logo-teaser

 

A Amazon parece disposta a fechar o círculo, e a Europa poderá ser o primeiro passo. De acordo com os dados revelados pelo The Information, a gigante do comércio eletrônico planeja se transformar em provedor de internet com o objetivo de controlar do começo ao fim a sua oferta de serviços de vídeo e TV, sem depender de terceiros.

No cenário que esboça essa notícia, a Amazon poderá incorporar o acesso à internet na sua oferta (quem sabe integrando o Amazon Prime), competindo de forma direta não apenas com os provedores de banda larga europeus, mas também com os produtos de conteúdo.

A escolha da Europa no lugar dos Estados Unidos como ponto de partida pode ser por conta da legislação da União Europeia em matéria de concorrência: no velho continente, os provedores de internet estão obrigados a alugar suas redes para as empresas que querem oferecer conectividade para fomentar a competitividade e evitar cenários monopolísticos.

Além disso, a estratégia da Amazon é semelhante ao que outros gigantes de tecnologia fazem recentemente, mas com outros entornos.

As grandes desenvolvedoras de hardware e software querem fidelizar os seus usuários em um ecossistema de produtos, e a Amazon quer o mesmo com os seus serviços.

É uma estratégia interessante, ainda mais relacionada com um elemento que agrega um grande valor de mercado. Afinal de contas, todo mundo usa internet hoje em dia.

 

Via The Information