Tudo o que a Research in Motion precisava nesse momento era uma pesquisa como essa. Como se as vertiginosas quedas nas vendas dos smartphones BlackBerry e a troca desses telefones por dispositivos iOS e Android em ambientes corporativos já não fossem fatos suficientemente negativos, um estudo realizado pelo Colégio Norte-Americano de Alergias e Imunologias revela que algumas pessoas podem ser alérgicas ao BlackBerry.

O estudo revela que os smartphones BlackBerry (e somente os smartphones BlackBerry) são produzidos com dois diferentes tipos de materiais alérgenos: o cobalto e o níquel. O grupo de pesquisadores descobriu que 1/3 dos smartphones da Research in Motion possuem níquel, e que mais da metade (52%) contam com o cobalto em sua composição. Apenas para sua informação (e segurança), os iPhones e smartphones Android não contam com nenhum material alérgico na sua fabricação.

Aparentemente, esses dois alérgenos presentes nos smartphones BlackBerry são comuns, mas podem causar alergia em pelo menos 17% das mulheres e 3% nos homens, causando inchaço e coceira nas áreas da mandíbula, ouvidos e bochechas, que é onde a pele entra em contato com o telefone durante o isso. Ou seja, devem ser evitados em smartphones, pois atingem áreas relativamente sensíveis do corpo.

Por outro lado, esses materiais são encontrados em muitos outros objetos cotidianos, como joias, fivelas de cintos, botões, fechos, zíperes e utensílios domésticos. Logo, as pessoas não devem ficar muito preocupadas com isso. Na verdade, você que está lendo esse post tem muito mais chances de ser alérgico à leite e seus derivados do que ao BlackBerry que você usa todos os dias.

De qualquer forma, esse é o tipo de notícia que não vai ajudar muito a Research in Motion na recuperação do seu mercado. Na verdade, a única coisa que pode ajudar o BlackBerry a voltar a ter relevância no mercado mobile a essa altura do campeonato é o lançamento do sistema operacional BlackBerry 10. Mas ele só será lançado no ano que vem. Até lá… só resta esperar. E se coçar um pouco com essa espera.