moeda virtual

O Bitcoin é uma opção válida para muita gente, inclusive em países com dificuldades econômicas. Por exemplo, a Venezuela já olha para a moeda virtual para se salvar financeiramente.

Mas… até que ponto dá para viver só usando o Bitcoin?

Filipe Alves, editor do 4gnews, decidiu fazer a experiência. Ele transformou parte do seu dinheiro em memórias de transação virtual, tal e como o Bitcoin, Ethereum e derivados são no seu uso prático.

Ele então decidiu viver apenas de moedas virtuais por duas semanas. Encomendou um cartão físico pré-pago que poderia carregar os valores na conta virtual, e passou a pagar suas contas com essa ferramenta.

 

 

Os pagamentos podem ser feitos de forma ilimitada, mediante confirmação do cliente com a foto da identidade. Porém, em determinados bancos ou serviços de pagamento, o dinheiro pode perder o valor, principalmente na conversão de compras internacionais.

Mesmo assim, é relativamente simples viver de moedas virtuais. Um lado não muito favorável é a demora nas transações de dinheiro físico para virtual e algumas taxas, mas é possível abandonar as filas de banco, de acordo com a visão de Filipe.

Por outro lado, o próprio Filipe não aconselha que você faça isso com todo o seu dinheiro. Deixe algum dinheiro na sua conta tradicional, e não invista em moedas virtuais mais do que está disposto a perder, já que elas ainda são uma opção

Todavia não aconselho que o faças. Aconselho sim para investires uns trocos e os deixares relaxar na carteira. Lembra-te de não investires mais do que estás disposto a perder, embora muito interessante, esta ainda é uma opção arriscada para o teu capital.

 

 

 

Via 4gnews