steve jobs

A história onde Steve Jobs roubou a ideia da interface gráfica de Xerox PARC rende até hoje. Tem tantas versões sobre essa vista, que a lenda se torna cada vez mais consistente.

A versão tradicional: enquanto desenvolviam o Lisa (percussor do Macintosh), Steve Jobs e seu time visitou o Xerox PARC, laboratório de desenvolvimento da Xerox, para supostamente negociar a venda de ações da Apple. Na visita, os funcionários da gigante de Cupertino viram em funcionamento o Xerox Alto, um dos primeiros computadores com interface gráfica de usuário (GUI), com janelas, ícones e outros elementos. O protótipo foi comercializado pouco tempo depois como Xerox Star/Xerox 8010.

Da visita, Jobs e seu time ficou com a ideia da GUI, que virou um sucesso no Macinstosh. Quando questionado sobre a inegável semelhança dos dois softwares, Jobs cita Picasso com um “os bons artistas copiam, os grandes, roubam”. Também falou que Bill Gates e um time da Microsoft fizeram a mesma visita, e que quando ele viu pela primeira vez o Windows, pediu uma reunião com Gates para protestar pela evidente inspiração com o Mac OS.

Na época, Gates apenas disse que era a opinião de Jobs, e lembro que as duas empresas tinham um vizinho rico chamado Xerox, e que os dois visitaram a mesma casa para roubar a televisão do morador, mas ao abrir a porta da casa ele se deu conta que alguém tinha roubado a TV antes.

Jobs se calou diante disso.

 

 

A versão de Alan Kay

 

Alan Kay, criador da linguagem Smalltalk, estava no Xerox PARC naquele dia, e deu a sua versão dos fatos.

Alan afirma que antes de Steve Jobs ir até o local, mas de mil pessoas viram o Xerox Alto antes, já que o software começou a ser desenvolvido em 1973, e Jobo só foi até lá em 1979. Além disso, eles publicaram fotos e capturas de tela com explicações sobre o seu funcionamento em 1977.

Ou seja, milhões de pessoas viram o software anos antes de Steve Jobs.

Sem falar que Jobs perdeu várias partes da demo, incluindo a programação orientada a objetos, as múltiplas áreas de trabalho e outros detalhes.

O mais divertido de tudo isso é que Alan Kay respondeu uma pergunta que até foi feita em tom de brincadeira no Quora. E ele só respondeu porque ninguém havia perguntado para ele sobre o tema… até agora!

 

Via Quora