Nos últimos meses, apareceram interessantes projetos ligados à tecnologia de impressão 3D, mas nenhum deles chega perto do nível de complexidade da Airbike, desenvolvida pela EADS.

A empresa aeronáutica criou esta bicicleta a partir de pó de nylon, utilizando um processo similar ao adotado na impressão 3D convencional, mas com o benefício de utilizar uma sinterização por laser, para reforçar a estrutura da bicicleta. De todo modo, você consegue um resultado final de uma bicicleta até 65% mais leve, porém, mais resistente, o que interessa ao consumidor e fabricantes. Acreditamos que não vão demorar muito para adotarem comercialmente estas bicicletas. Agora, daí a chegar ao mercado, é outra história.

via NewsCientist.com