650_1000_portada1

Em 2014, foram vendidos mais de 1.3 bilhão de telefones móveis, 28% a mais do que em 2013. O crescimento continua, e é estimulado principalmente pelas marcas chinesas, se tornando mais palpável nos países emergentes. 2014 também foi o ano que, pela primeira vez, a Samsung sofreu baixas nesse segmento, e os seus concorrentes começaram a roubar terreno perigosamente.

O caso da Apple é o mais chamativo, pois conta com produtos com preços elevados – e elevadas margens de lucros -, mas mesmo assim quase empataram com a Samsung em vendas no último trimestre de 2014.

O objetivo desse post é analisar e comparar o desempenho dos principais fabricantes dentro desse cobiçado quarto trimestre de 2014 (que começou em outubro e terminou em dezembro), uma vez que a maioria dos fabricantes já compartilhou os seus resultados financeiros. Também pegaremos alguns dados de empresas que analisam o mercado, como o IDC, que mostram números muito precisos sobre o atual cenário do mercado mobile.

 

Q4 2014, em detalhes

* o quarto trimestre de cada ano inclui as vendas das festas de final de ano, além das vendas promocionais (Black Friday, Cyber Monday, Natal, etc), o que torna a demanda muito maior do que nos demais trimestres.
* o período mostrou uma grande oferta de smartphones, tanto nos preços como nas quantidades de plataformas disponíveis.
* 375 milhões de unidades foram vendidas nesse trimestre, um número 28% maior que no ano passado.
* os smartphones com telas maiores tiveram uma grande demanda (a Apple que o diga).
* as fabricantes chinesas ganharam quota de mercado, com preços competitivos e baixas margens de lucro.

Alguns nomes podem se alternar na disputa pela quinta posição do ranking, como LG, HTC ou ZTE, mas nenhuma dessas empresas ofereceram os seus resultados financeiros do último trimestre de 2014. Logo, vamos analisar os dados oficiais fornecidos pelos demais fabricantes.

Pela ordem:

1. Samsung (75.1 milhões de unidades)

A Samsung mantem a liderança pelas vendas acumuladas, assim como as vendas do último trimestre de 2014, mas com uma escassa margem de liderança. Seus números se mantiveram praticamente estáveis em relação ao ano de 2013, algo que não é aceitável em um mercado que cresceu como um todo.

2. Apple (74.5 milhões de unidades)

A Apple surpreendeu até o mais otimista dos analistas. Bateu um recorde de vendas de iPhones em um trimestre, e praticamente empatou com a Samsung em unidades vendidas, mesmo oferecendo telefones mais caros que a concorrente.

Mais surpreendente ainda foi o desempenho nos Estados Unidos, onde os usuários já contam com smartphones top de linha e, mesmo assim, decidiram trocar pelos novos iPhones. Também merece destaque o desempenho na China, onde a Apple dobrou suas vendas.

3. Lenovo + Motorola (24.7 milhões de unidades)

O desempenho da Lenovo sozinha já é bom, dominando o mercado chinês nos modelos abaixo de US$ 150, além de ir muito bem na Índia. Porém, combinados com os resultados da Motorola (que vendeu 10 milhões de unidades no último trimestre), os números se tornam ainda melhores, mostrando que esta é uma força emergente no mercado mobile.

4. Huawei (23.5 milhões de unidades)

A Huawei é outra que entra no top 5 sem contar com um smartphone ‘estrela’, que faça com que a empresa mude a sua quota de mercado de forma considerável. Mesmo assim, a empresa tem uma linha sólida e acessível, que vai muito bem ao redor do planeta em vendas.

5. Xiaomi (16.6 milhões de unidades)

Entre as empresas chinesas, a que mais cresceu foi a Xiaomi, com um modelo de mercado baseado em poucos dispositivos (que são muito atraentes) e pela venda pela internet. Resta saber quanto tempo eles vão ficar limitados pelas fronteiras asiáticas.

6. Sony (12 milhões de unidades)

A Sony ainda tem expectativas muito ruins sobre o seu futuro financeiro e no mercado mobile. A empresa passa por mudanças nos últimos meses, e mesmo com dificuldades, eles registraram pequenos lucros, com vendas muito melhores do que as registradas nos anos anteriores.

7. Microsoft (10.5 milhões de unidades)

Aqui temos basicamente as vendas dos telefones Lumia. A Microsoft vendeu 28% a mais de smartphones se comparado ao desempenho no mesmo período de 2013. Por outro lado, registrou uma queda significativa nos ganhos financeiros.

Terminamos a lista com algumas informações adicionais.

Sabemos que a LG vendeu 60 milhões de smartphones em 2014 (25% a mais que em 2013), que a HTC esta vendendo bem no segmento top de linha, mas nos demais segmentos encontra dificuldades, e que a ZTE pode estar bem posicionada no ranking, com supostos resultados financeiros muito bons.

Via SonyIDCAppleLenovo