País civilizado, com cultura e educação evoluída é outra coisa. Até mesmo quando alguém está abaixo da média e resolve violar a lei, roubando o conteúdo do alheio. Vamos ao caso? O ladrão, o meliante, o delinquente sueco, resolve roubar o notebook de um professor de universidade. Ok, prejuízo para o professor. Acontece que, em muitos casos, mais valioso do que o próprio portátil é o conteúdo que está dentro dele. Quantos executivos transportam em aeroportos notebooks com dados valiosos? Enfim, pensando nisso, o meliante teve o cuidado de fazer uma cópia de segurança do sistema em um pendrive e devolveu para o professor, além dos documentos da carteira que estavam na bolsa do notebook. Inacreditável, não? Bom, o dia que encontrarmos isso no Brasil, devemos agradecer aos céus.

Fonte