internet-vacas

Agora é assim: temos a internet, a internet das coisas, e a internet das vacas! Um grupo de fazendeiros escoceses desenvolveram um projeto para controlar as vacas leiteiras com a ajuda da tecnologia.

Através de um colar com uma série de sensores, os dados sobre os animais são enviados em tempo real, coletando informações sobre a saúde das vacas, assim como a quantidade de leite produzida. Talvez a internet das coisas ainda esteja um pouco longe da nossa realidade, porém, a internet das vacas já dá os primeiros passos para se transformar em uma ferramenta importante para a produção do melhor leite.

Quantificação bovina

Toda a informação sobre a saúde das vacas é enviada para um computador central, que vai coletando os dados em tempo real. A matéria da BBC explica que são muitos os dados coletados: fertilidade do animal, disposição para engravidar, além dos dados já mencionados.

O objetivo? Obter o maior controle da produção leiteira e conseguir um maior rendimento, sem nos esquecer é claro da saúde das vacas.

Por enquanto, o projeto ainda está em testes em quatro fazendas da Escócia, mas espera-se que se estenda para qualquer fazenda que esteja interessada. O mais interessante desse projeto é a sua capacidade de expansão, uma vez que essas informações podem ser enviadas para veterinários, distribuidoras de leite e outros interessados de forma simultânea e/ou em tempo real.

Não é o único projeto desse tipo em desenvolvimento. A Cattlesoft, empresa sediada no Texas (EUA), trabalham em projeto similar, utilizando etiquetas RFID para controlar de forma individual cada animal.

Via BBC