Parece que não foram só os usuários que não gostaram da notícia da união entre Nokia e Microsoft. Seus investidores torceram o nariz para a notícia, e isso fez com que as ações da empresa finlandesa despencasse na bolsa de valores em 9,8%, segundo informa o Bloomberg. No pronunciamento de hoje, Elop chegou decidido a tomar decisões drásticas, e não hesitou em dizer que serão “anos de transição”, sendo esse um recado claro para os investidores.

O que deve ter chamado a atenção (de forma negativa) não foi nem tanto o anúncio da parceria com a Microsoft, mas sim o anúncio de demissões “substanciais” no seu quadro de funcionários. A alegação de Elop para tal medida é querer que a Nokia seja uma organização mais ágil e dinâmica, prometendo “vendas de dispositivos e serviços superiores aos concorrentes” a partir de 2013. Com tais declarações, não há números que resistam.

via Bloomberg e Nokia Investors